Nosso convite

Sem título

 

Dia Mundial da Doença de Parkinson

121111

 

Terapia com Animais 02/03/2015

 

TERAPIA ASSISTIDA POR ANIMAIS – PROJETO AMIGO BICHO

Drª Andressa Chodur - CREFITO 8 – 8956/TO – terapeuta ocupacional – mestre em comportamento motor e cinoterapeuta
 A Terapia Assistida por Animais (TAA) é uma intervenção dirigida por objetivos, na qual os animais obedecem a critérios específicos. As sessões de TAA são coordenadas por um profissional da área da saúde, com conhecimentos especializados no âmbito da prática da sua profissão.

            Cada sessão é projetada para promover o bem-estar físico, social, emocional e/ou o funcionamento cognitivo de indivíduos ou grupos, sendo uma intervenção devidamente planeada e avaliada. 

            Os animais podem ser incorporados num conjunto de programas que promovam a melhoria de estados físicos e psíquicos em diferentes áreas: emocional, social, cognitiva, comportamental e psicomotricidade.             Especificamente, podem contribuir para atingir objetivos que visem desenvolver a capacidade de regular as emoções, aumentar interações verbais do sujeito e do grupo, estimular a participação e as interações dos indivíduos, melhorar as habilidades motoras finas e o equilíbrio, estimular as funções cognitivas (memória, atenção concentração, linguagem, pensamento), aumentar a autoestima, reduzir a ansiedade, minimizar a solidão, contribuir positivamente para trabalhar a memória a longo e curto prazo, etc. 

            Segundo Couto (2007) em Portugal, a TAA começa a ser uma aposta forte, aplicada, por exemplo, em crianças com autismo ou a Síndrome de Down, e no acompanhamento de idosos e adultos com problemas diversos: funcionais, motores, psicológicos, de imunidade, cardíacos, entre outros.

            A Terapia Assistida por Animais direcionada para pacientes com Doença de Parkinson, realizada na Associação Paranaense dos Portadores de Parkinsonismo, em parceria com o Projeto Amigo Bicho, é pioneira no Brasil. Esta terapia é oferecida na APPP desde 2007. Os encontros são mensais e duram 1 hora. A sessão é supervisionada por uma terapeuta ocupacional e cinoterapeuta (especialista em terapia assistida por animais). Cada voluntário do Projeto leva e comanda seu cão. Todos os cães passam previamente por avaliação clínica e comportamental.

            Cada sessão realizada na APPP é previamente planejada e estruturada. São desenvolvidos exercícios com os seguintes objetivos: melhorar postura, treinar marcha, aumentar equilíbrio estático e dinâmico, melhorar alongamento, fortalecer de membros inferiores e abdominais, estimular coordenação fina e ampla, estimular interação social, melhorar autoestima, estimular capacidades cognitivas, desviar o foco de atenção da dor e da doença, estimular receptores sensoriais, diminuir características depressivas. Todos os pacientes que já participaram das sessões referiram melhora motora e emocional.

            A APPP não tem palavras para descrever o quão importante e positivo é este trabalho desenvolvido, voluntariamente, pelo Projeto Amigo Bicho, e agradece, infinitamente, pela parceria e pelos benefícios trazidos por este maravilhoso projeto.

 A próxima sessão acontecerá no dia 26/03/2015 às 10:30. Todos os pacientes estão convidados a participar.
 

Uso de tranquilizante pode elevar risco de alzheimer

Ler Matéria, Folha de São Paulo

 

USUÁRIOS ONLINE

Nós temos 1 visitante online

INFORMATIVO

APPP - Associação Paranaense dos Portadores de Parkinsonismo - 2013